Forçando os nossos limites

IMG_4751

Bom dia gente.

Cheguei terça-feira de Marselha – França, onde estávamos nadando no 4º Meeting Open de La Mediterranée, que faz parte do Golden Tour. Esta foi a minha primeira competição do ano e mais uma vez, como em 2014, abrimos a temporada nadando internacionalmente. Mas deixando de lado o glamour de nadar la fora, o que de bom isso traz e representa para nós atletas?

Muita Coisa!

Vemos que de uns anos para cá a natação brasileira tem se desenvolvido. Aos poucos os níveis dos atletas está aumentando e o principal resultado disto é o destaque nos principais campeonatos do mundo e, principalmente, nossas melhores colocações no ranking mundial. Na minha opinião, o Brasil ainda precisa melhorar para realmente se firmar definitivamente entre as potências da natação em se falando de masculino e feminino como um todo, pois durante o ano não temos grandes competições com o nível elevado e qualidade técnica quanto em outros países, e é isso que nos impulsiona a estar constantemente viajando para manter o ritmo de competição e buscar competir em alto nível. Só assim conseguimos ter base necessária para isso. Apesar de a natação ser um esporte individual, estar ao lado dos grandes nomes faz crescer na gente uma força maior ainda e é aí que o inesperado (sempre esperado) acontece.

Sim, melhoramos, porém ainda falta algumas coisas no esporte de alto rendimento, mas mesmo assim estamos fazendo a nossa parte, cada um com sua equipe, buscando na especialização, na ciência, no detalhe. Estamos forçando os nossos limites, pois queremos muito mais! E para fazer bonito em casa, nos Jogos Olímpicos Rio 2016, o trabalho será ainda mais intenso! E podemos ver o impacto positivo. O Brandonn Pierry, que daqui uns dias completa 18 anos, já vem se destacando em competições internacionais e nacionais há um tempo e com tempos muito promissores. Na semana passada, ele ficou em 3º nos 400m medley e 1500m livre com ótimos tempos, o que já podemos projetar um Maria Lenk interessante e surpreendente, eu já estou na torcida!!! \o/

Estamos todos juntos lutando pelos melhores resultados e cada um tem um papel fundamental nessa conquista. Sexta-feira, 06/03, quando lá na França subi no lugar mais alto do pódio nos 200m borboleta com o 3º melhor tempo do mundo, em 2015, eu representei a minha família, o meu técnico, o meu biomecânico, o meu fisiologista, o meu preparador físico, a minha nutricionista, o meu médico do esporte, a minha seleção, os meus amigos, os meus companheiros de clube, o meu país e a minha torcida. Que legal.

Screen Shot 2015-03-12 at 7.46.59 AM

Já no início de abril teremos o Maria Lenk, no Rio de Janeiro, e com certeza vamos nadar forte para fazer tempos ainda mais baixos. Torçam muito galera, vão para a piscina assistir de perto, liguem as tvs, acompanhem… O calor da torcida e as palavras de incentivo também faz a diferença…

Valeuu

4º Meeting Open de la Méditerranée

IMG_4650

Fala galera, Já embarcamos para Marseha, França, para nadar o 4º Meeting Open de la Méditerranée. Vai ser muito bom começar o ano, assim como 2014, nadando em competição internacional.

Nadar fora do Brasil é sempre muito bom para acompanhar o nosso desempenho, já que ficamos lado a lado com os melhores do mundo. Sempre bom lembrar que estamos há apenas 5 meses do Pan e há 1 ano e meio dos Jogos Olímpicos, então manter o nível alto e ritmo de competição é essencial para o nosso desempenho. E como no começo de abril já tem Maria Lenk, conseguiremos fazer uma projeção dos nossos tempos, quando polidos.

Bom galera, estaremos do outro lado do oceano, com diferença de 4 horas a mais e minha turma da LD Sports já está ligada nas novidades do 4º Meeting Open de La Méditerranée. No site da competição você vai encontrar os resultados de todas as provas. A LD preparou o programa de provas da competição:

calendario

* Horários já de acordo com o horário de Brasília

E separamos também o que cada um da seleção brasileira vai nadar para você ficar ligado e na torcida por a gente ;)

Leonardo de Deus Brandonn Almeida
100m costas 1500m livre
200m costas 200m costas
100m borboleta 400m medley
200m borboleta

Para conferir a lista completa, clique aqui.

Sexta-feira começa o show!!! Vamos mantendo vocês informados!!

Valeuuu

Abraço Leo de Deus

Dica – Força na braçada de crawl

Foto: LD Sports

Foto: LD Sports

Mais uma dica pedida por vocês, dessa vez pelo Marcelo Júnior: “onde aplicar a força no nado de crawl e dicas de exercícios para trabalhar o aumento da força no nado”. Então Marcelo, primeiramente, a natação é um esporte que trabalha todos os músculos ao mesmo tempo, logo temos diferentes formas de aplicar a força no nado, lembrando sempre que a intensidade e a velocidade influenciam bastante na hora de colocar força no nado.

 

Começando pelo começo… para mim uma fase muito importante, e que requer bastante tração e força, é a primeira fase da braçada (onde você apoia o nado para fazer a puxada). Essa fase determina todo início do ciclo, quanto mais tração e força, mais velocidade e ciclo de braçada. E a segunda parte da dica… Para mim o melhor exercício de musculação para trabalhar essa transferência de força fora d’água para dentro d’água, é muito simples: deitar em um banco reto na horizontal, deixando somente o quadril e as penas deitadas no banco (com alguém segurando sua perna para você não cair), então você irá suspender seu corpo fazendo um trabalho de core (abdome), e na mão direita você vai segura o pegador que esta ligado a máquina de musculação, você irá colocar o peso na maquina de acordo com sua força, deixando o corpo totalmente na horizontal (segurando no core). Quando posicionado, faça a primeira fase da braçada, puxando o pegador sem esquecer de manter sempre o cotovelo alto, depois repetir com braço esquerdo. Você pode fazer a primeira fase somente ou a braçada inteira com finalização (o braço que esta descansando acompanha o movimento do nado partindo da coxa).

 

É isso aí Marcelo, é bem complexo, mas tentei explicar o mais detalhado possível pra você e todo mundo entender, espero que gostem e até a próxima pessoal. E ahhh qualquer dúvida ou dicas vou fazer de tudo para estar respondendo o mais rápido possível. Valeuuuuu.

Pit Stop Brasil – conexão França

image

 

 

Fala galera,

Acabamos de chegar do treinamento em Altitude – Sierra Nevada, Espanha. Depois de 3 semanas intensas de treinos dentro e fora d’água, voltamos com mais força e foco nos nossos objetivos.

Para entrar no ritmo de competição, recebemos agora no início de fevereiro a convocação para participar do 4º Meeting Open Meditarranée, em Marselha – França, nos dias 06, 07 e 08 de março.

O principal objetivo desta competição é a nossa preparação para o Pan, Mundial de Kazan e Olimpíadas, pensando mais a “longo prazo”. Acho muito importante a confederação programar viagens deste cunho, porque assim nos preparamos melhor, entramos em ritmo de competição e temos um nível mais alto de qualidade técnica. Eu vou nadar os 100m e 200m costas e borboleta.

Como ainda estamos em período de base, será difícil nadar… Mas vamos com tudo!!!

Devemos embarcar no dia 03 de março e nesse período no Brasil continuaremos a rotinha intensa, sem descanso.

Foram convocados:

Masculino

 

Bruno Fratus – ECP/SP

 

César Cielo Filho – MTC/MG

 

Felipe França – SCCP/SP

 

Guilherme Guido – ECP/SP

 

Henrique Rodrigues – ECP/SP

 

João de Lucca – ECP/SP

 

Leonardo de Deus – SCCP/SP

 

Marcelo Chierighini – ECP/SP

 

Matheus Santana – UNISANTA/SP

 

Nicolas Oliveira – MTC/MG

 

Thiago Pereira – SESI/SP

 

Thiago Simon – SCCP/SP

 

Feminino

 

Daiene Dias – BFR/RJ

 

Daynara de Paula – SESI/SP

 

Etiene Medeiros – SESI/SP

 

Graciele Herrmann – GNU/RS

 

Larissa Oliveira – ECP/SP

 

É isso aí galera,

 

Vamos mantendo vcs informados!!!

 

Abração, Leo de Deus

Treinamento em Altitude – Sierra Nevada

YouTube Preview Image

E aí galera, hoje quem mandou notícias do treinamento em altitude foi o Leo… Ele está em Sierra Nevada com a seleção brasileira e só retorna na semana que vem…

Veja só o que ele contou desde que chegou lá:

“3 semanas em altitude a 2.300 metros, treinamentos intensos, longe da família, cargas pesadas na parte física e uma rotina cansativa todos os dias. Essas  são barreiras que enfrentamos nos treinamentos de altitude.

Falando um pouco para dar um pouco de contexto para vocês do que passamos por aqui, na primeira semana tudo é muito legal, estamos todos animados e loucos para treinar, ainda mais nesse período de começo de ano, onde estamos com os objetivos fresquinhos na nossa cabeça, o que nos faz ainda mais fortes. Ainda não estamos na melhor forma então os treinos são muitos duros e longos ,o que faz seu dia durar umas 36 horas…. rsssss…. Contine reading