Águas Abertas, organização, trabalho e resultados bem conduzidos

A construção dos resultados do Brasil nas Águas Abertas está se confirmando a cada competição que passa, e estamos falando isso a nível mundial.

DSC_0667

Nos Jogos ODESUR 2014, a Natação foi muito bem e a equipe das Águas Abertas melhor ainda. Ana Marcela foi bronze, enquanto Diogo Villarinho e Allan do Carmo, meu irmão da família Mormaii, foram ouro.

Mais do que um bom resultado, quero chamar a atenção de vocês para a evolução das Águas Abertas no Brasil. Nunca antes, na história do Brasil, a categoria se sobressaiu tanto quanto agora. Por trás do resultado dos atletas e que está refletindo nas medalhas, vemos  o reflexo de um trabalho complexo, que envolve mais do que treinos na água. Envolve competência e trabalho de profissionais, além de ciência pura e aplicada.

A aplicação do conceito na prática está dando mais do que certo, e não poderia ser diferente. Grandes potências do esporte já praticam isso há anos e é por isso que estão onde estão, a principal referência da aplicação da ciência fora do laboratório é nos EUA. Treinamento é essencial, mas o diferencial vai além e para estar no topo é preciso muito mais.

largada odesur
Foto: Sátiro Sodré/SS Press

Cada vez mais vemos que as Águas Abertas começaram a aplicar os conceitos da multidisciplinaridade que envole desde o bom planejamento, a nutrição, a biomêcanica, a fisiologia, além da disponibilidade da verba para os programas dos atletas, ou seja, acredito que o dinheiro está chegando na borda das piscinas.  No Mundial de Desportos Áquaticos, em Barcelona (2013), já vimos os resultados positivos e o Brasil teve o melhor resultado da nossa história na modalidade como campeão por equipe.

9381349222_78821704e6_o

Estou dividindo essa minha visão com vocês para dizer da importância do trabalho multidisciplinar e com a perseverança no dia após dia o resultado aparece.

Temos ótimos nadadores no Brasil, porém precisamos de mais competência na gestão do nosso esporte. Precisamos mais organização e que a verba que dizem que os atletas têm direito de receber, chegue para nós na borda da piscina e também aos profissionais que lá estão com a gente todos os dias, pois só assim teremos profissionais motivados para exercerem com competência o conhecimento e a ciência aplicada. Com isso poderemos competir com os melhores e estarmos no topo da lista mundial das categorias em iguais condições, e isso não é só para nós que já compomos seleção absoluta, é fundamental para a base também.

Eu, minha equipe multidisciplinar e meu clube estamos fazendo a nossa parte. 2016 está chegando.

Parabéns a toda a equipe das Maratonas Aquáticas.

 

Leo e Equipe LD Sports

About the Author

By leogdeus / Administrator on Mar 28, 2014

No Comments

Leave a Reply