DO “CONTO DE FADAS” À REALIDADE


O relógio já chegou à meia-noite, o “conto de fadas acabou”. E como a Cinderela, está na hora de voltarmos a nossa realidade das competições sem os trajes tecnológicos.
A última competição de piscina longa do calendário mundial de natação 2010 já terminou, e os tempos?
A linha do Recorde Mundial apareceu poucas vezes no telão e, nós atletas, percebemos a diferença que faz o traje.
Sabemos que eles influenciaram a forma de nadar o que resultava na redução dos tempos.
O material emborrachado auxiliava uma melhor posição na água facilitando o trabalho de perna. A alta compressão do material no corpo podia mudar a fisiologia no que se trata ao fluxo sanguíneo e a força na água.
A minha opinião é que eles realmente melhoravam a performance do nado, mas particularmente sempre preferi competir de calça (Speedo-LZR), pois o traje (body) limitava meus movimentos na água.
Dei uma olhadinha no Ranking Mundial da FINA e identifiquei que as diferenças entre 2009 e 2010, são enormes.
Apesar de pouca alteração nos nomes do Top 25 de longa, o que mudou foram suas posições. Somente para exemplificar, aí estão registrados os primeiros tempos em cada temporada no nado livre e também no nado borboleta.
Clique para aumentar


A temporada de piscina curta está chegando. A etapa Brasil Copa do Mundo, vai acontecer no Complexo Aquático Maria Lenk, nos dias 10, 11 e 12 de setembro. Vamos conferir o início da aferição dos tempos de curta, em 2010, após os trajes.

Independente do que está em jogo, de qualquer pergunta ou outros fatores, a verdade é a seguinte:
É galera….. é treino em cima de treino e preparação física, é bater perna e rodar pra valer……..
É cair na real.

Leonardo de Deus

About the Author

By leogdeus / Administrator on Ago 29, 2010

No Comments

Leave a Reply