Quem paga Conta?

Olá pessoal,

Vendo algumas coisas acontecerem no nosso ambiente esportivo, juntamente com minha nutricionista e equipe da LD Sports achei importante escrever este post.

Temos visto muitas questões sobre substâncias proibidas, que na verdade se entende por “doping”, e sempre vem a pergunta: quem é o responsável por/pelo o quê?

nutricao

No mundo inteiro, a cada dia são lançados produtos no mercado e comercializados facilmente na internet, lojas, enfim, em qualquer lugar e com fácil acesso. Por outro lado, por não terem as comprovações necessárias, os órgãos e autoridades de saúde interferem na sua comercialização, e da mesma maneira, o Comitê Olímpico Internacional e federações filiadas, que no caso da natação é a FINA que avalia suas substâncias. No Brasil, em 2008 houve a harmonização do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) com o Código Mundial Antidopagem, e assim nos inserimos definitivamente alinhados com o Código Mundial Antidopagem. É importante registrar que para 2015, a Agência Mundial Antidoping (AMA) aprovou uma nova edição do Código Mundial Antidoping. São mais de quatro mil alterações em relação ao antigo código e as punições aumentaram em 100 %, em que a pena máxima passou de 2 para até 4 anos.

Um caso interessante aconteceu com o nadador dinamarquês Mads Glasner no Mundial de Piscina Curta, em Istambul, em dezembro de 2012. Após ter conquistado a medalha de bronze na prova dos 400 livre, o nadador testou positivo. Dois dias depois, ele conquistou o ouro nos 1500 livre e o teste deu negativo. No primeiro momento, o painel da FINA simplesmente aplicou a regra e determinou a perda das duas medalhas, das premiações em dinheiro e o cancelamento dos tempos. O atleta não desistiu e, no seu direito, entrou com a apelação.

Na sua defesa, o advogado disse que Glasner fez uso do Vick comprado nos Estados Unidos e que tem uma composição diferente do Vick que ele normalmente utiliza na Dinamarca, pois no seu país a fabricação do produto, não tem nenhuma composição ilegal, conforme a lista de substâncias proibidas da WADA (Agência Mundial Antidoping). Com o ocorrido, o atleta se justificou perante a corte suprema do esporte mundial o CAS/TAS que reconheceu o seu título mundial, e tudo o que havia perdido.

Aqui no Brasil, sempre tem atleta sendo pego no doping e, em muito dos casos, por ter ingerido um suplemento ou algum remédio por automedicação, e quando perguntados como aconteceu e o porque, a resposta é:  ”Eu não sabia”!

Na dúvida consulte a lista de substâncias proibidas no link da CBDA.

Hoje tenho a consciência do que isso representa para mim e para o meu esporte, da importância em me cuidar e não sair comprando qualquer coisa, se entulhando de suplementos e comendo e bebendo qualquer besteira.

Resultado de tudo isso é que os patrocinadores se afastam, aqueles que teriam interesse no atleta e investir no esporte desaparecem, além do gasto com advogado, o desgaste da imagem, enfim, é um verdadeiro “tsunami” na nossa vida e que espero não passar por isso.

Se precisarmos de alguma coisa a Dra. Soldan, da CBDA, sempre me atendeu muito bem, assim como minha nutricionista que é especializada principalmente em nutrição esportiva para a natação.  Na dúvida, procure orientação. Por isso, é muito importante buscarmos um profissional especializado no nosso esporte, e neste caso uma nutricionista esportiva ou médico da área. Sempre quando tenho dúvida onde quer que eu esteja, ligo para ela, mando email, e cuidado com os produtos com a inscrição Blend. Qualquer dúvida e se quiserem saber mais, entrem em contato com a assessoria da LD Sports, através do e-mail: deborah@ld-sports.com.

No caso do Dinamarquês, moral da história é que temos que ter muito cuidado para não levarmos “gato por lebre”, pois nem sempre o que parece, é!

servicos

Fato é que a regra da FINA/WADA , DC 2 (2.1, 2,1.1 e 2.2 ) diz claramente:

O atleta é o responsável por tudo o que ingere”, e responde por isso.

Muita gente não gosta de falar nisso, mas é importante nos envolver na causa do “Say No To Doping”, e dizer NÃO PARA O DOPING.

Não tem conversa, treine pra valer e forte, coma e durma bem, e beba muita água.

Abraço,

Leo de Deus e Equipe LD Sports.

About the Author

By leogdeus / Administrator on Mar 06, 2014

No Comments

Leave a Reply