Visão de Atleta: A natação Brasileira Motivada, Profissional e Unida

Foto: Satiro Sodré
Foto: Satiro Sodré

Pessoal neste último final de semana fiquei muito feliz e pilhado, pois o grande feito que os atletas brasileiros fizeram foi incrível. Somos campeões mundiais, por equipe em piscina curta, de maneira surpreendente e SENSACIONAL, e olha que o nosso foco é a longa hein…

Foram marcas incríveis ao longo da competição como o ouro no rev 4x50m medley misto com a Etiene, Felipe França, Nicholas Santos e Larissa que nadaram para 1m37s26, a prata do Nicolas nos 50m borboleta, com 22s08, o surpreendente bronze do Cesão nos 50m livre com 20s88 e o bronze no rev 4x50m livre misto com o Cielo, João de Lucca, a Etiene e Larissa Oliveira, com o tempo de 1m29s17

O Domingo foi histórico. Enquanto ainda estávamos comemorando o ouro do Cielo nos 100m livre, com a melhor marca do ano 45s75, a Etiene estava aprontando das suas e foi incrível. Nem ela e nem nós acreditávamos muito no que estava vendo no placar: WR – World Record. Isso mesmo, 25s67 e o novo recorde mundial nos 50m costas. Fez a prova perfeita. Primeira mulher da história da natação brasileira a chegar onde ela chegou.

Depois veio o Felipe França, e confesso a vocês que eu estava apostando todas minhas fichas nele, pois como treinamos no mesmo clube, e depois do ouro nos 100 peito – 56s29, também imaginava coisa grande e surpreendente como o que a Etiene tinha acabado de fazer. E não deu outra, nadou 25s63 para mais um ouro e recorde de campeonato, muito legal.

E para fechar com chave de ouro e escrever a última página do registro histórico  deste campeonato mundial de piscina curta o Guido, Felipe França, Marcos Macedo e Cielo nadaram o rev – 4×100 medley para 3m21s14. Campeões Mundiais.

Sabemos que ainda existe um caminho a ser percorrido para que o Brasil seja a potência esportiva, mas estamos no rumo certo e  devemos reconhecer que muito está sendo feito.

Estou com meu treinamento finalizado e de malas prontas para embarcar na semana que vem para o Open no Rio de Janeiro, pois a competição já será seletiva para os Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, e o Mundial dos Esportes Aquáticos de Kazan, na Rússia, em 2015.

Finalizo este post Visão Atleta com o reconhecimento daqueles que muito fazem para chegarmos onde chegamos e onde chegaremos.

Parabéns Atletas, parabéns Comissão Técnica.

Leo de Deus

About the Author

By leogdeus / Administrator on Dez 08, 2014

No Comments

Leave a Reply